Literária sempre. Monótona, jamais.

Devaneios de um protótipo humano na infoesfera.

domingo, 11 de maio de 2014

Essa saudade


Por: Viviane Cabrera







Em um pouco de saudade
Cabe a intensidade
De sonhos,
De um olhar tristonho
À espera de alento,
A espera de um momento
De carinho junto de quem
Faz o coração pulsar mais forte e querer além
Do que se pode e se tem.


Da distância entre os dois

Brota uma dor no peito e depois
A vontade de percorrer caminhos
Para ficar juntos e sozinhos
Longe do que separa
Diante do amor que ampara
E os corações a pulsar
Simplesmente a amar
E com um futuro, sonhar.







Nenhum comentário:

Postar um comentário